Browse By

EM POUCAS LIÇÕES – COMO SE LIQUIDA UM PAÍS

Muitíssimos cidadãos, não somente do Brasil, totalmente iludidos, acreditam que a política externa americana está estruturada em estratégias e programas que levam ao desenvolvimento os demais países necessitados, cuja população, herança cultural, estrutura social, bens materiais, subsistência, modo de vida e o próprio futuro, repousam em territórios ricos de minerais preciosos, energéticos e estratégicos. Quiçá… – para aqueles pobres ou os que ainda permanecem se estrebuchando, como o povo da Terra Brasilis, no estágio do Em Desenvolvimento –, procurar tradução em yiddish: גאָט סאַוועס 

Aos senhores, pobres brasileiros iludidos, sem quaisquer rastros de constrangimento, crentes de boa fé: a política externa americana está fundamentada toto-total no emprego de estratégias que levem a se apoderar das riquezas dos países que são considerados alvos – entenda-se o Brasil entre eles –, na mira britânica e yankee. 
 
 
 
Sem lastro, espalhado no mundo todo, países o recebendo como pagamento da venda das suas minguadas riquezas vegetais e minerais – povo na miséria e em toto-total ignorância –, o dólar estuprado segue em pleno cartaz como lançamento de peça artística na Broadway. Atualmente, os interesses americanos estão focados na manutenção do prestígio da sua violentada moeda, espalhada no mundo, sem base alguma a lhe sustentar. Essa prostituída política financeira americana, sem o aval do ouro ou quaisquer outros tipos de riquezas que dêem sustentáculo à profusão de papel-moeda apelidado de dólar, segue, como procissão, rodada nas maquinetas das suas fábricas de dinheiro e, o arrombado American Dollar, faz a alegria dos governos de países pobres, de baixa escolaridade, sustentados por povos ignorantes (Hummm! Brasil faz parte?). 
 
 

 Pedra de niobita ou columbita
 
A commodity (comoditie) – mercadoria bruta utilizada nas transações comerciais; produto não manufaturado; ou, primário, empregado em bolsas de mercadorias, sem royalties agregados (Nióbio – A Riqueza que o Brasil Despreza http://www.raizdavida.com.br/site/portugues/niobio-riqueza-desprezada-pelo-brasil/) – do momento é o petróleo. Petróleo é a comoditie que os USA querem, agora. O Iraque serve como exemplo e, a Líbia é a bola da vez, foi aí o azar do Muammar al-Gaddafi – os EUA compram petróleo a preço de banana e os enterram em seus poços-reservas, portanto, têm armazenado a maior quantidade de petróleo do mundo. 
 
– E, agora, brasileiros pensem: Quando o Nióbio for o escolhido???!!!
 
 
 
No devido momento, sendo o Brasil fornecedor quase que, absoluto, 98% das reservas mundiais de Nióbio (Araxá/MG, Catalão/GO e Morro dos Seis Lagos em São Gabriel da Cachoeira, Alto Rio Negro, na Cabeça do Cachorro – estive aí –, norte do Amazonas), se houver resistência do povo, quando o interesse hegemônico internacional se voltar para essa riqueza, o governo, entidades nacionais e, Forças Armadas Brasileiras (sucateadas), além do cidadão, crédulo, podem tomar conhecimento do que acontecerá ao Brasil na declaração de um antigo Assassino Econômico Americano –   
 
 
Cabe a cada brasileiro fazer uma analogia das declarações do antigo Assassino Econômico Americano com a demarcação das Reservas Indígenas e a criação (traição) de nações indígenas, países, (Reserva Indígena Ianomâmi e Reserva Indígena Raposa/Serra–do–Sol), principalmente no norte da Amazônia – fronteira com a Venezuela, ao norte, e com a antiga Guiana Inglesa, a nordeste. A analogia deve também abordar o Morro dos Seis Lagos/São Gabriel da Cachoeira na Cabeça do Cachorro e, não cabe ser esquecido que também carece de uma análise criteriosa a demarcação de áreas quilombolas.
 
Merecem igual citação: aprovação, por parte do Brasil, da Declaração Universal dos Direitos dos Povos Indígenas, ONU – 13 de setembro de 2007 –, traição do Governo Lula; tentativa americana, ainda perdura, arquivada na Câmara dos Deputados Federais em Brasília, de apoderação da Base de Veículos de Lançamento de Satélites (VLS), após explosão e destruição, matando 21 pessoas, de parte da base e VLS em 2003, Alcântara/Maranhão; se os leitores fizerem uma pesquisa encontrarão mais insinuações de países hegemônicos com a colaboração de traidores brasileiros. 
 
Brasil Acima de Tudo. Selva. 

 
 
 
 

Dr. EDVALDO TAVARES, Médico, Cirurgião Geral, Especialista e Perito em Medicina de Tráfego, Oficial Superior do Glorioso Exército Brasileiro – Anos de vivência na Amazônia. Primeiro-Tenente e Capitão-Médico em Clevelândia do Norte/AP, fronteira com a Guiana Francesa. Major, ex-diretor do Hospital de Guarnição de Tabatinga e Médico Perito Legal do Alto Solimões, Tabatinga/AM, fronteira com o Peru e Colômbia/AM. Membro da Associação Médica de Brasília/DF – (AMBr), e da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET/SP), Diretor Executivo do Sistema Raiz da Vida – Aracaju/SE www.raizdavida.com.br. (Foto tirada em Alto Paraíso – Chapada dos Veadeiros – Goiás) 

2 thoughts on “EM POUCAS LIÇÕES – COMO SE LIQUIDA UM PAÍS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *